LA VEINE

March 18, 2017

5 STEPS TO FINDING YOUR PERSONAL STYLE

A few months ago I was buying stuff that I absolutely loved without even thinking about how and where and when I was going to wear it, which eventually led me to a closet full of clothes that were impossible to style together. That was the moment I realized that something had to change: the way I looked at my personal style and the way I shopped had to change. So I thought about what I really wanted and made an effort to start buying with my head and not with my heart (which is a lot harder than it seems, but it's finally starting to show it's results). However, before I even started shopping, I had to make sure I knew what worked for me and what made me feel happy and confident. It's a process that can be incredibly natural to some people and extremely complicated to others; after all, everyone is different.
But if that's the case fear not, because I'm telling you five easy steps to take in order to find your personal style. If somehow you're feeling lost, if you feel like your clothes don't fit your personality or likings anymore, if you never know what to buy or where, then this might be the post for you. I'll be talking about smart shopping in the near future, so make sure you let me know if there are any questions you'd like to see answered next time!

Até há uns meses atrás eu só comprava peças que adorava completamente. Sem pensar em como ou onde ou quando as iria usar, este hábito levou-me eventualmente a um armário cheio de roupas impossíveis de conjugar entre si. Foi nessa altura que me apercebi de que alguma coisa ia ter que mudar: a forma como eu encarava a minha roupa e a forma como eu fazia compras. Pensei então no que eu queria realmente e comecei a fazer um esforço consciente para começar a comprar com a cabeça e não com o coração (que é bastante mais difícil do que parece, mas finalmente começa a mostrar resultados). No entanto, mesmo antes de fazer compras, tive que certificar-me de que sabia o que funcionava para mim e que peças me faziam sentir mais confiante e feliz. É um processo incrivelmente natural para algumas pessoas, e extremamente complicado para outras.
Mas se é esse o caso nada temam, porque estou aqui com os meus cinco passos a dar no caminho que definirá o vosso estilo pessoal. Se se sentem perdidos, se acham que as vossas roupas já não encaixam com os vossos gostos ou personalidades, se já nem sabem o que comprar ou onde, então este post é certamente para vocês. Falarei de compras inteligentes no futuro, por isso certifiquem-se de que deixam aqui quaisquer perguntas que queiram ver respondidas para a próxima!

March 11, 2017

10 FACTS ABOUT ME

From the beginning, La Veine was not meant to be a platform about me. I just wanted a place where I could write my little articles and, well, if somebody was interested enough to read them, that would be great. I never showed you who I am (even though it's not a secret), simply because I don't think it really matters if the content is good enough. However, I came to the realization that the best thing about reading blogs is that you feel like you know the person who's writing. That proximity is what makes me keep watching youtube videos, following instagram accounts and of course, reading some of your blogs. And the truth is, my readers do not know me at all.
So here I am. Hi! This is my face, and today I'm here to tell you ten things about me. You know I've been making an effort to only post pictures I take myself and these, featuring me (by the way, shoutout to my dear friend and now very talented personal photographer Catarina, from the blog Cate & Ginger), are no exception. Depending on your opinions and how comfortable I feel with this, I will keep posting photos of myself, but writing the same kind of content. The quality will still be the same - in fact, I'm hoping it's an upgrade. Let me know what you think!

Desde o início que decidi que o La Veine não seria sobre mim. Tudo o que eu queria era um espaço onde pudesse escrever os meus artigos e, bem, se alguém estivesse interessado o suficiente para ficar e ler, ainda melhor. Nunca vos mostrei quem sou (embora não seja segredo), simplesmente porque não acho que importe quando o conteúdo é interessante. No entanto, acabei por me aperceber de que a melhor coisa que existe em qualquer blog é a proximidade entre o leitor e quem escreve. Essa proximidade é o que me faz continuar a ver vídeos no youtube, a seguir certas contas no instagram e, claro, a ler alguns dos vossos blogs. E a verdade é que os meus leitores não me conhecem de um todo.
Portanto, aqui estou. Olá! Esta sou eu, e hoje vou contar-vos dez coisas sobre mim. Como sabem, comprometi-me a publicar apenas fotos da minha autoria e estas, embora não tenham sido disparadas por mim (vale a pena mencionar, já agora, a minha querida amiga e a partir de agora fotógrafa pessoal, a Catarina do Cate & Ginger), não são excepção. Consoante as vossas reações e o grau de conforto da minha parte, tenciono continuar a publicar fotos da minha pessoa, mas a escrever o mesmo conteúdo de sempre. Esta não é uma mudança na qualidade - na verdade, espero que seja um upgrade. Digam-me o que pensam!

March 03, 2017

FASHION CONFIDENTIAL - JOBS IN FASHION

If you already know that you want to work in fashion but design is not your thing, there are a million other jobs you can have that are just as exciting and challenging. For a long time, designers and creatives have been the face of the industry. Sometimes it can be easy to forget how there are so many other people in fashion, doing different things, but in fact there is a career in fashion for almost any degree. Since I want this series to be informative and super complete, I wrote a list with small definitions for some of the jobs in fashion.

Se querem trabalhar na indústria da moda mas não sentem especial inclinação para a área do design, há uma infinidade de outros trabalhos que podem ter e que são tão entusiasmantes e desafiantes como a criação de roupa. Durante muito tempo os designers foram as caras da indústria, mas hoje em dia as coisas já não são tão lineares. Às vezes pode ser fácil esquecer que existem muitos mais cargos a serem preenchidos dentro da área, mas na verdade acredito que exista um emprego em moda para quase qualquer curso superior. Uma vez que quero que esta rubrica seja o mais informativa e completa possível, aqui está uma lista que fiz de alguns dos trabalhos que podem encontrar na indústria da moda.