LA VEINE: ETHICAL SHOPPING - A COMPLETE GUIDE

July 22, 2016

ETHICAL SHOPPING - A COMPLETE GUIDE

ethical shopping
When it comes to shopping for clothes, being smart at it is not only having the experience in finding good items at reasonable prices but also being aware of what is behind a brand's name. Like any other industry, fashion is moved by it's consumers and since we all play that part, it's important to know we're doing things consciously, not only because of our money but also because of other people's lives and the environment.
Even though that would be ideal, I'm not asking anyone to stop shopping at some stores I don't believe in. Everyone is free to make their own choices and even I, after knowing all of this, still struggle to avoid brands that make clothing pieces I love. The only purpose of this post is to bring some awareness to real problems that would be (almost easily) solved if it weren't for the huge power of the fashion industry we all love so much, that is moved by our money. We, as customers, are the most important part of the industry and we have the obligation to be aware of our actions' consequences.

Quando chega a hora de comprar roupa, ser inteligente não tem só a ver com a experiência necessária para encontrar boas peças a preços razoáveis, mas também com estar atento ao que se encontra por detrás do nome de uma marca. Como qualquer outra indústria, a moda desenvolve-se graças ao consumidor e uma vez que todos desempenhamos esse papel, é importante saber que estamos a tomar decisões conscintes, não só pelo nosso dinheiro mas também pela vida de outros seres humanos e pelo ambiente.
Embora fosse o ideal, não tenciono pedir a ninguém para parar de comprar em lojas em que eu pessoalmente não acredito. Toda a gente é livre de tomar as suas próprias decisões e até eu, depois de aprender todas as coisas que vou aqui expor, tenho dificuldades em evitar lojas que fazem peças que adoro. O único propósito deste post é consciencializar as pessoas de alguns problemas reais que seriam (quase facilmente) resolvidos se não existisse o impedimento do enorme poder que a indústria da moda tem. Nós, enquanto consumidores, somos a parte mais importante da indústria e temos a obrigação de nos mantermos conscientes acerca das consequências das nossas acções.
Source
THE PEOPLE. So this is how things work: high street fashion is what people call to big brands with low prices like Zara, H&M, Primark, etc (although more expensive stores like Victoria's Secret and GAP are considered high street as well). These stores sell products to people from all social classes because they offer a great variety of cheap, trendy products that are changing non-stop.
Maybe most people don't realize this but I, as a fashion design student, have to sew my own pieces and I can tell you that just by buying the fabric my clothes are already more expensive than most of Zara's or H&M's (considering the fabrics are similar). Adding the price of zippers and other materials, and excluding the most important part that is labour, my shirt already costs 3 or 4 times more. Of course mass produced clothing has to be cheaper, but I don't believe the price changes that much.
You probably just learned this, so maybe now you're wondering how you get to buy such cheap clothing. Well, first of all, the quality of the pieces is almost none. And you know this because you can't say a jacket from Primark lasted you 20 years like your grandmother can say about her clothes. But the main reason these products are so cheap is because the people who make them are not being paid.
These factories are usually located in India or in China, and the workers earn around 25 cents an hour. They bring their children to work, who usually end up working there too, sometimes for free. Due to a lot of chemicals from printing paints, the younger children get ill or develop malformations for life. If they don't get sick, they will probably end up dead because these factories are so unsafe that accidents involving machines and even explosions (search for Rana Plaza) or fires are extremely frequent.

AS PESSOAS. As coisas funcionam da seguinte maneira: a moda high street é aquilo que as pessoas chamam a marcas com preços baixos como a Zara, H&M, Primark, etc (embora lojas mais caras como a GAP e a Victoria's Secret também façam parte do grupo). Estas lojas vendem produtos a toda a gente, das mais variadas classes económicas, graças a uma enorme oferta de produtos tendência em constante mudança.
Talvez a maioria das pessoas não se aperceba disto mas eu, enquanto estudante de design de moda, tenho que coser as minhas próprias peças e posso dizer-vos que só por comprar o tecido as minhas roupas já são automaticamente mais caras que a maioria das peças semelhantes que encontro em lojas high street (considerando que os tecidos são semelhantes). Adicionando o preço de fechos, botões e outros acabamentos, e excluindo a parte mais importante que é a mão-de-obra, a minha peça já custa 3 ou 4 vezes mais. Claro que peças produzidas em massa são sempre mais baratas, mas não me parece que a diferença seja assim tão significativa.
Se acabaram de ficar a saber isto, talvez estejam a perguntar-se como é que conseguem então comprar roupa tão barata. Bem, antes de mais, a qualidade das peças é quase nula. E vocês podem confirmar isto porque ninguém pode dizer que um casaco da Primark lhe durou 20 anos, da mesma maneira que quase qualquer avó se pode gabar de certo vestido lhe ter durado uma vida. Mas a principal razão pela qual estes produtos são tão baratos é porque as pessoas que os fazem não são pagas.
Estas fábricas estão geralmente localizadas na Índia ou na China, e os trabalhadores que de facto recebem alguma coisa ganham cerca de 25 cêntimos por hora. Levam os filhos para o trabalho e geralmente essas crianças acabam por ficar lá a trabalhar também, muitas vezes de graça. Graças à quantidade de químicos com que os trabalhadores contactam, muitas crianças mais pequenas desenvolvem doenças graves e deformações para toda a vida. Se não adoecerem, podem muitas vezes morrer porque as fábricas são tão pouco seguras que acidentes com máquinas, explosões e incêndios (procurem o caso de Rana Plaza) são uma constante.
Source
THE PLANET. It's also important to say how these brands are affecting the environment. In case you didn't know, the fashion industry is the second most polluting after the petroleum industry. Besides the pollution that factories create, the clothes we buy are so bad quality that they quickly end up in the trash. And if the fabrics are not eco-friendly, they will take a lof of time to decompose, if they ever do (most of the time they actually don't because eco-friendly fabrics are quite expensive).

O PLANETA. Também é importante mencionar o quanto estas empresas afectam o ambiente. No caso de não saberem, a indústria da moda é a segunda mais polutora do planeta, depois da indústria do petróleo. Além da poluição das próprias fábricas, as roupas que compramos são de tão má qualidade que rapidamente vão para o lixo. E como os tecidos não são amigos do ambiente, demoram imenso tempo a decompor, isto se alguma vez se decompõem realmente (o que na maioria das vezes não acontece, porque tecidos amigos do ambiente como algodão autêntico e linho são bastante mais caros).

THE ACCORD. After the Rana Plaza explosion, brands started making some efforts in order to calm down angry consumers. It was created The Bangladesh Accord, that some brands signed to agree in creating a safe environment for their workers. I am pretty sure the Accord didn't mention anything about the payments and other rights. You can check the signatories. You can also see a ranking of brand's worker welfare.

O ACORDO. Depois do acidente em Rana Plaza, as marcas começaram a fazer alguns esforços para acalmar consumidores revoltados. Foi criado o Acordo de Bangladesh, a que algumas empresas aderiram com a intenção de criarem um ambiente seguro para os seus trabalhadores. Tenho quase a certeza de que o acordo não mencionava nada relacionado com pagamentos, apenas com condições de segurança. Aqui têm a lista de marcas que assinaram o acordo e aqui um ranking das condições de bem-estar que cada marca proporciona aos seus trabalhadores.
Source
ETHICAL SHOPPING TIPS

GET TO KNOW THE BRAND. If you know you're shopping soon, try to do some research on the brand you're interested in. Try to find out if it's considered an ethical brand or if not, why. There are some brands, like H&M, that are not famous for good reasons but still have eco-friendly lines. It's all about keeping yourself informed on the matter. Here's a list of ethical brands.

INVESTIGUEM A MARCA. Se sabem que vão fazer compras em breve, tentem fazer alguma pesquisa acerca da marca em que estão interessados. Procurem informações que vos digam se é uma marca com políticas eticamente correctas ou se não é o caso, porquê. Há algumas marcas, como a H&M, que não são famosas por boas razões mas que têm algumas linhas amigas do ambiente. Nem tudo é preto no branco; o que importa é que se mantenham informados quanto ao assunto. Aqui está uma lista de marcas éticas.

VINTAGE IS ALWAYS A SAFE BET. If you're looking for something unique, vintage shops are pretty much everywhere by now and usually it's easy to find really good quality pieces. Sometimes you're lucky enough to find cheap ones, sometimes you have to pay a little bit more, but no matter what you'll be shopping ethically if you're buying second-hand clothing. Let me know if you'd like to read a guide for finding good vintage pieces.

VINTAGE É SEMPRE UMA APOSTA SEGURA. Se procuram algo único, lojas vintage estão quase em todo o lado e geralmente é fácil encontrar lá algumas peças de excelente qualidade. Às vezes temos sorte e encontramos coisas boas e baratas, outras vezes temos que pagar um pouco mais, mas independentemente do dinheiro que estamos dispostos a gastar vamos estar sempre a fazer compras éticas, se forem em segunda mão. Digam-me se estiverem interessados em ler um guia para encontrar boas peças vintage.

IF YOU'RE NOT SURE... Check the tags. High street stores usually sell pieces produced in different countries and a good way to avoid unethical pieces is by looking at the tags. First of all, check the price. If it's not on sale but has a low price, it's not fair trade. For example, if you're buying a pair of jeans for less than 20€ they were probably made by exploited workers.
Then check the place where the piece was made. I hope that with the Accord things are really getting better, but if I'm buying high street I usually go for pieces that were made in Portugal, Italy or in the UK because statistically it's less likely that people are being underpaid in developed countries. That also reminds me, supporting little local businesses is a great choice for everyone.

SE NÃO TÊM A CERTEZA... Verifiquem as etiquetas. As lojas de high street geralmente vendem peças produzidas em vários países e uma boa maneira de evitar peças "anti-éticas" passa por dar uma vista de olhos às estiquetas. Antes de mais, vejam o preço. Se não estiver em saldos mas o preço for estrahamente baixo, há qualquer coisa de errado. Por exemplo, se estiverem a comprar um par de calças de gaga por menos de 20€ (que é o preço mínimo aceitável que umas calças dessas podem ter), foram certamente feitas por trabalhadores com salário insuficiente.
Outra coisa que podem verificar é o local onde a peça foi feita. Espero que aquele Acordo esteja a melhorar alguma coisa, mas se eu estiver a comprar high street faço questão que as peças que escolho tenham sido feitas em Portugal, Itália ou no Reino Unido. Estatisticamente, é muito menos provável que pessoas estejam a receber salário insuficiente, ou mesmo a serem escravizadas em países desenvolvidos. O que também me faz lembrar que é sempre uma boa alternativa apoiar pequenos negócios locais ou marcas do nosso próprio país.
Source
QUALITY OVER QUANTITY Choose good quality pieces that you know will last you a long time. No matter the season stores always sell timeless, classic pieces that you will be able to wear for at least ten years. Spending more in one good piece instead of buying ten shirts that will last you a year is better for the environment and, after all, results in a minimalistic wardrobe.

QUALIDADE ACIMA DE QUANTIDADE. Escolham boas peças de qualidade que sabem que irão durar imenso tempo. Não importa a estação, as lojas têm sempre à venda peças clássicas e intemporais que poderão vestir durante pelo menos mais dez anos. Gastar mais numa boa peça em vez de comprar dez peças que vos vão durar um ano é melhor para o ambiente e, no final de contas, menos confuso dentro do guarda-roupa.

CHOOSE CHARITY. Buying those good quality pieces will also give you the opportunity to sell them one day, give them to relatives or to charity; some of my favorite dresses and coats were my mom's! These products are what keeps the second-hand business up and running, and imagine how much the production of high street clothing (and pollution) would decrease if people stopped buying fashion garbage and started buying only vintage and good quality pieces 50 years from now.

ESCOLHAM A CARIDADE. Comprar essas tais peças de qualidade vai também dar-vos a oportunidade de as venderem um dia mais tarde, dá-las a familiares ou para a caridade; alguns dos meus vestidos e casacos favoritos eram da minha mãe! Estes produtos mantêm o negócio em segunda-mão de pé, e imaginem o quanto as marcas de high street poderiam reduzir nas produções (e na poluição) se as pessoas parassem de comprar roupa descartável e começassem a comprar apenas vintage e outras peças de qualidade daqui a 50 anos.

ABOUT THE ANIMALS. Even though this post is more about people and the environment, I had to mention fur, leather and other animal fabrics that are just as unethical. Usually high street does not use animal fur, but leather is pretty common and the only thing you can do about it is to check the material and decide if you're buying it or not. Just like the issues mentioned before, this one will be hopefully solved when people stop buying these products and realize there are other options.

ACERCA DOS ANIMAIS. Embora este post esteja mais direcionado para as pessoas e o ambiente, não podia deixar de mencionar o pêlo, a pele e outros materiais derivados de animais que são igualmente "anti-éticos". Geralmente as lojas high street não vendem pêlo verdadeiro por ser muito caro, mas o couro é extremamente comum e a única coisa que podem fazer acerca deste assunto é obviamente verificarem o material e decidirem se compram o produto ou não. Assim como os problemas anteriormente mencionados, este será resolvido quando as pessoas pararem de comprar produtos nestes materiais e abrirem os olhos para outras alternativas.

51 comments:

  1. Thanks dear to comment me I follow you on GFC I'm n.60...big post
    Kisses

    ReplyDelete
  2. obrigada pelo comentário <3
    este post está fantástico, muito informativo e dás excelentes dicas :D

    www.pinkie-love-forever.blogspot.com

    ReplyDelete
  3. Esta publicação perturbou-me, de certo modo, e tirou-me toda a vontade de comprar o que quer que seja nos próximos tempos. Há murros no estômago que valem a pena, este foi um deles. Obrigada, Marta!
    Beijinho*

    ReplyDelete
  4. Gostei imenso do post, muito consciencializador! :)

    http://myfashionsenseblog.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  5. Já tinha conhecimento da maioria das coisas mas mesmo assim continua a ser chocante! E sim, eu quero um guia de compras vintage pf!

    ReplyDelete
  6. Esta publicação é capaz de ser das mais interessantes que já li nos últimos tempos. Adorei mesmo todo o conteúdo, desde chamadas de atenção a dicas super importantes! Já tinha noção de grande parte das coisas que expuseste, contudo, fez-me super bem lê-lo!
    Vou navegar pelos sites que nos disponibilizaste e explorar melhor o assunto.
    Obrigada querida.

    P.S.- Já tenho vindo a aumentar as minhas comprar no mercado vintage e adoraria um guia para me orientar melhor!

    ReplyDelete
  7. I totally agree with this post, esp. after seeing the documentary The True Cost. That was such an eye-opener.

    ReplyDelete
  8. Great post my dear and wonderful photos :-) Have a lovely weekend :-)

    ReplyDelete
  9. Great post! Thanks for sharing babe xo, sharon

    www.stylelullaby.com

    ReplyDelete
  10. Great info. There really should be a movement to stop patronizing stores that do this. Only problem is people don't care as long as they're getting good deals. So messed up and sad.

    http://fashionablyidu.com/

    ReplyDelete
  11. I wrote about ethical shopping in my blog…Nowadays, that's a crucial problem in fashion industry.

    ReplyDelete
  12. You've brought up some really important points babe. I need to do a little more research on ethical brands and shopping. We all could use a little more awareness on this.

    Thanks for sharing!

    xoxo Rina
    www.andshedressed.com

    ReplyDelete
  13. Obrigada pelo comentário <3
    Adorei o post! Está super bem escrito e muito informativo. Nos últimos tempos, também me tenho debatido mais com esta questão e tento sempre verificar pelo menos onde é que as coisas são feitas. Mas muito obrigada pelas dicas, algumas nunca tinha ouvido falar, mas vou começar a pôr em prática, de certeza :)
    Ah, e sim, gostava imenso que fizesses um guia para encontrar boas peças vintage. Já encontrei algumas, mas nada de especial e aposto que as tuas dicas iam ajudar imenso :)

    Beijinhos, xx
    mylittlecorner7.blogspot.pt

    ReplyDelete
  14. Obrigado querida Marta!! Fico a babar por saber isso :D

    Confesso que, de há uns tempos para cá, pensar no fabrico das peças e no sítio onde as mesmas são feitas (tendo em conta TODA a envolvência) já me faz demover certas e determinadas compras. Não sei... Parece que fiquei mais racional e a não pensar em comprar só porque sim. Nunca o fiz mas agora acredita que faço mesmo. Esta tua opinião deixou-me ainda com mais vontade de continuar a pensar assim.
    Também adoro peças vintage embora aqui seja muito complicado comprar :(

    NEW REVIEW POST | Essence Studio Nails: Repairing Nail Oil.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ReplyDelete
  15. Que bom post! Adorava que fizesses o guia :)

    ReplyDelete
  16. Gosto bastante das tuas publicações! Super informativos :)
    with love, KATE ❤

    ReplyDelete
  17. Já não via um post assim tão bom acerca deste assunto à algum tempo! Parabéns!
    Já aderi ao teu blog, tenho gostado do que escreves, continua assim :p

    Beijocas,
    ANDA DAÍ!

    ReplyDelete
  18. Great post! Thank you so much for sharing this! I only recently found some of these things out and I was shocked when I learned some of these facts!
    I have bookmarked your list of ethical clothing brands to refer to, but I hope that this list will get longer as more people become aware of these issues
    Julia x
    http://www.thevelvetrunway.com/

    ReplyDelete
  19. This is such an awesome post! Have a great new week. :)


    Style For Mankind
    Bloglovin

    ReplyDelete
  20. Que ideales estos looks ;)

    ¡Besos y feliz domingo mi ChicAdicta!
    www.piensaenchic.com

    ReplyDelete
  21. Thanks a lot for this very important post! As I sewed especially in the past a lot (although I have to admit I'm very bad in sewing) I made the same experience like you share here. We really should be conscious to buy cheap clothes ...
    xx from Bavaria/Germany, Rena
    www.dressedwithsoul.com

    ReplyDelete
  22. Great post, I must admit that I have big problems with buying clothes - it's hard to find good one, if I have to buy clothes at normal shop I always choose zara, but if I can't find anything I'll always buy at some "underground" brands who offers very small/petite range of sizes.

    ReplyDelete
  23. Acho que a pressão deve continuar no sentido de fazer com que as marcas paguem melhor e não que deixem de produzir em certos países, o que também não seria bom para as pessoas... Digo eu, que imagino que as pessoas prefiram ganhar 25 cêntimos por hora do que não ganhar nenhum :/

    ReplyDelete
  24. Very lovely! I like this so much,

    ** Join Love, Beauty Bloggers on facebook. A place for beauty and fashion bloggers from all over the world to promote their latest posts!


    BEAUTYEDITER.COM
    INSTAGRAM @BEAUTYEDITER

    ReplyDelete
  25. Que dicas óptimas adorei o post.
    Beijinhos
    http://virginiaferreira91.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  26. Wonderful pics and styles!

    ♘ www.sugarpopfashion.com ♘

    ReplyDelete
  27. Personally I'm trying to focus on quality than quanity and to buy more smarter and ethical, so I really often buy from second-hand stores, it's really great solution! :)

    http://crafty-zone.blogspot.com/

    ReplyDelete
  28. Amazing <3
    Have a great day dear!
    kisses
    Dili
    New post: http://www.milanotime.net/black-cap-sleeve-lace-dress/

    ReplyDelete
  29. I'm definitely a fan of quality over quantity! Great post!

    Happy Tuesday!

    -Ashley
    Le Stylo Rouge

    ReplyDelete
  30. Un post muy importante para tener en cuenta.
    http://elsecretodemistercloset.com

    ReplyDelete
  31. These are all wonderful and great tips when shopping! I think when we were younger we all spend money on silly pieces of clothing we never ended up wearing or barely touched. What a great post!

    Stacey + thebambieyes.com

    ReplyDelete
  32. Great read! Couldn't agree more on every point! x

    Have a great day,
    Andreea
    http://couturezilla.com/

    ReplyDelete
  33. Muito obrigada por esta publicação, já sabia de algumas coisas (muito poucas) e tudo o que li aqui... fez-me sentir muito mal. O único cuidado que tenho a comprar roupa é não comprar por impulso nem em excesso e só compro roupa que sei que vou efectivamente usar. Vou ver as listas que deixaste aqui e ler sobre o caso de Rana Plaza. Beijinhos ^^

    ReplyDelete
  34. Muito bom este post! É tão importante as pessoas se aperceberem destes factos e é tão importante alguém escrever sobre isso como tu o fizeste! =)

    www.anafernandes.ch

    ReplyDelete
  35. Estou sem palavras. (Mas queria deixar aqui a notinha de que li e foi útil. Muito útil!)

    ReplyDelete
  36. You make a very good point about being conscious of the effects of our decisions when it comes to shopping; it's so sad to hear your point on children being forced to work in unsafe conditions and developing illnesses. Brilliant tips on ethical shopping!

    aglassofice.com
    x

    ReplyDelete
  37. I wrote a similar article once afted seeing a TV documentary called Toxic Clothing in which journalist took clothes from Zara and H&M and had them tested, it turns out they are full of harmful chemicals...plus, the workers who made them are exploided.

    I think that taking small steps can be helpful too. Just by becoming more aware of the advantages of vintage clothes and locally produced brands, we can make our shopping choices more ethical. It is hard to change fashion industry, but we as consumer have that power. We should be aware that we have a responsibility as shoppers because our choices are what van influence the market...

    www.modaodaradosti.blogspot.com

    ReplyDelete
  38. You brought up some interesting points, I am a huge fan of quality over quantity too :)

    www.fashionjazz.co.za

    ReplyDelete
  39. Gostei imenso de ler. :)
    Xoxo
    http://myheartaintabrain.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  40. Gostei muito desta publicação! Nunca tinha pensado muito sobre isso mas, sem dúvida, vou começar a ter em conta alguns destes aspetos :)
    Kisses,
    Messy Hair, Don't Care

    ReplyDelete
  41. ótimo post, fotos maravilhosas!!! :)

    http://www.carolinapeclat.com

    Beijos Carol Peclat

    ReplyDelete
  42. Great tips, love this post!

    Marta
    www.martamademoiselle.com

    ReplyDelete
  43. Ottima guida poi al bag chanel *-* fashionseducer.com

    ReplyDelete
  44. Absolutely love this post!

    xx
    http://espritdemode.blogspot.lt/

    ReplyDelete
  45. Very interesting post and these pictures are very inspiring. Kisses :)

    ReplyDelete
  46. Há uns meses atrás descobri uma youtuber chamada Kristen Leo que, para além de falar imenso de veganismo, chama também a atenção para este assunto que aqui falas. Desde então já li um sem número de escândalos que envolvem a Zara, a Topshop, a H&M e tantas outras lojas fast fashion... Vi também o documentário "The True Cost" e foi um autêntico murro no estômago. Nunca mais entrei num shopping para comprar roupa, nunca mais comprei uma peça em leather e descobri o maravilhoso mundo das lojas vintage. Gostava mesmo que mais pessoas falassem sobre este assunto e parassem de vangloriar o Amancio Ortega. Este teu guia foi das melhores coisas que li num blog ultimamente :) Obrigada!

    um beijinho,
    Sara

    ReplyDelete