LA VEINE: ON CULTURAL APPROPRIATION

September 03, 2016

ON CULTURAL APPROPRIATION

"Taking intellectual property, traditional knowledge, cultural expressions, or artifacts from someone else's culture without permission. (...) It's most likely to be harmful when the source community is a minority group that has been oppressed or exploited in other ways or when the object of appropriation is particularly sensitive, e.g. sacred objects. In the United States, cultural appropriation almost always involves members of the dominant culture (or those who identify with it) “borrowing” from the cultures of minority groups. (...) Black music and dance, Native American fashions, decorations and cultural symbols and Asian martial arts and dress have all fallen prey to cultural appropriation." Definition of "cultural appropriation" from Nadra Kareem Nittle.

"Roubar propriedade intelectual, conhecimento tradicional, expressões culturais e artefactos da cultura de outra pessoa sem autorização. (...) É muito provável que seja prejudicial quando a fonte é uma minoria que foi oprimida ou explorada de outras formas ou quando o objeto de apropriação é particularmente sensível, por exemplo objetos considerados sagrados. Nos EUA, apropriação cultural quase sempre envolve membros da cultura dominante (ou aqueles que se identificam com ela) que "levam emprestados" elementos de minorias culturais. (...) Música e dança africana, moda nativa americana, decorações e símbolos culturais asiáticos e artes marciais têm sido presas da apropriação cultural." Definição de "apropriação cultural" de Nadra Kareem Nittle.
Source
A few months ago I read a story online about how a fashion collection from Mango was being accused of cultural appropriation. The term was not completely new to me at the time, but that was the first time I actually made some research on this concept of cultural appropriation (as you probably already read above, cultural appropriation happens when a culture takes cultural influences from another). It sounded to me like something I should be aware of, since I'm studying to be a fashion designer and all I do is taking influences from everywhere and using them to create new things.
This new Mango project was a summer collection inspired by the African savanna and it's tribes. It was called the "Tribal Collection" and the chosen model was Kendall Jenner. People got really mad about it, not only because it used african-inspired prints, but also because the model was white. I'm talking about the prints in a minute, but the model was chosen for a very obvious reason: it's Kendall Jenner. If a brand has a shot to work with her, they will if they're smart. She's great publicity. Just like the black model Naomi Campbell worked with the very european brand Chanel for so many years.
The issue with the prints, a great example of what people call cultural appropriation, is something I cannot understand. We have to stop mistaking the term "appropriation" (when someone steals something and makes it theirs) for "sharing" (when someone keeps what's theirs and simultaneously gives it to others as well). Because I think that is what is really happening here, cultural sharing. And it's a good thing: the world is a global village, everybody has access to information and to different cultures. I can eat Chinese food without leaving my country and that's great. But this is where things get tricky: what people call "cultural appropriation" only happens when white people take cultural influences from minority groups. If the reverse happens and someone dyes their hair blonde, bleaches their skin, dances classical ballet or eats macaroons, it's called pride and evolution and the 21st century.
I was watching a beauty tutorial on youtube once, and the asian Youtuber had her hair braided. Obviously, she was automatically attacked in the comment section because braids belong to black culture. But actually, vikings used to wear braids to war first. And there's the case of a white girl that said the word "ghetto" and people were insulting her for saying a word that only black people can say. In my opinion, if there is a group that has the right to say "ghetto", it's the jewish. If people are going to argue because "their" culture is being appropriated, at least they should make sure that the cultural object or musical style or fashion item really, really belongs to their culture. But the problem is, little or no cultural influence still belongs to one culture, and one culture only. No ethnical group remains pure and untouched from it's beginning.
Of course that no cultural group or nationality wants to take the risk of being misrepresented, which can happen if someone "from the outside" is talking about them. But even though I don't find it very funny when people think Portugal is in Spain, telling them not to talk about a country that isn't theirs is not healthy for anyone; the best way to correct this is by just telling people they're wrong, and teaching them a few things about my culture. And yes, I consider this culture sharing. Does it sound dangerous at all? Your culture will always be yours because you don't own it by practicing it, but by heritage. I can try as hard as I can but I'll never be asian, even if I eat asian food for the rest of my life.
I do not believe in cultural appropriation because it leads to oppression. Did white people stole black people's music? If there was someone who really stole another person's song, it's a copyright's issue and yes, that is stealing. Does an american designer practices cultural appropriation when they look for inspiration between the beautiful oriental fabrics and paintings? They don't, unless they copy the exact same. And in that case they're again not steeling culture, but someone's work. But taking influences to create something yours is not stealing or cultural appropriation, it's inevitable nowadays.
Searching for inspiration in several cultural treasures just shows how much I admire and respect diversity. I love Brazilian food and my favorite songs are from african american artists, and it's so cool when people mention traditional portuguese stuff and say how much they like them! I cannot understand how someone sees this as appropriation, when in reality it's just a consequence of cultures sharing the best things they have.
I guess it's important to mention that I'm not writing against a culture or minority groups; I disagree with people who talk about cultural appropriation as something legit and it happens that most of these people are from those groups precisely.
I wish we could be more careful with all this oppression that is happening, but nowadays the priority seems to be located in creating new problems to fight about. People can't just appreciate the luxury that is to have so many different cultures living in peace and sharing good things, or at least worry about the ones that can't respect us at all and are really dangerous. Nobody is to blame for their ancestors' actions and definitely not for their interest in different cultures, but if they were, it shouldn't be with more oppression and more hate. Respect is achieved with respect in return, but unfortunately that seems to be more and more uncommon.
Source
Há uns meses atrás, li uma história online sobre uma colecção da Mango que estava a ser acusada de apropriação cultural. O termo não me era inteiramente desconhecido na altura, mas foi só aí que decidi pesquisar um bocado sobre o conceito que, como já leram acima, dá nome à situação em que uma cultura "rouba" elementos de outra. Pareceu algo de que deveria estar consciente, uma vez que estou a estudar para ser designer de moda e tudo o que faço é pegar em influências de todo o lado e usá-las para criar coisas novas.
Este projeto da Mango era uma colecção de Verão inspirada na savana africana e nas suas tribos. Chamava-se "Colecção Tribal" e a modelo escolhida tinha sido a Kendall Jenner. As pessoas ficaram muito revoltadas com esta colecção, não só porque foram utilizados padrões inspirados na cultura africana como porque a modelo escolhida era branca. Já volto a falar dos padrões, mas a razão pela qual escolheram a modelo foi óbvia: é a Kendall Jenner. Se uma marca tem hipótese de trabalhar com ela, vai fazê-lo se for minimamente inteligente. É uma excelente publicidade. Assim como a modelo negra Naomi Campbell trabalhou com a muitíssimo europeia Chanel por tantos anos.
Quanto à história dos tecidos, que é um bom exemplo daquilo a que as pessoas chamam apropriação cultural, eu sinceramente não consigo compreender. Temos que parar de confundir o termo "apropriação" (quando alguém rouba uma coisa de outra pessoa e torna essa coisa só sua) com o termo "partilha" (quando alguém mantém o que é seu e simultaneamente o dá a outras pessoas também). Porque na minha opinião, é essa partilha cultural que está a acontecer. E é uma coisa boa: o mundo é uma aldeia global, toda a gente tem acesso à internet e podemos viajar para qualquer lugar no mundo. Eu posso comer comida chinesa sem sair de Portugal e isso é excelente. Mas é agora que as coisas começam a ficar mais complicadas, nesta história da apropriação cultural: quando alguém é acusado disso, é sempre uma pessoa branca que tirou coisas de uma minoria. Mas se o contrário acontece e alguém pinta o cabelo de loiro, faz descoloração da pele, dança ballet clássico ou come macarons chama-se orgulho, evolução e o século XXI.
Estava a ver um tutorial de beleza no youtube uma vez, e a youtuber asiática tinha o cabelo em duas tranças. Obviamente que assim que o vídeo saiu, choveram comentários a atacá-la porque as tranças pertencem à cultura africana. Mas na verdade, os vikings entrançavam o cabelo quando iam para a guerra muito antes disso. E há sempre aquele caso da rapariga branca que disse a palavra gueto e as pessoas começaram a insultá-la por dizer uma palavra que só negros podem dizer (na minha opinião, se houver um grupo que tem o direito de dizer a palavra gueto, esse grupo são os judeus). Se as pessoas forem discutir porque a cultura delas está a ser apropriada, pelo menos deviam certificar-se de que aquilo que está a ser roubado realmente lhes pertence. O problema é que já poucas ou nenhumas influências culturais pertencem apenas a um grupo étnico, porque nenhum grupo se mantém puro e intocado desde a sua criação.
Eu percebo que nenhuma cultura queira correr o risco de ser apresentada erradamente, coisa que pode acontecer se alguém "de fora" do grupo falar sobre o tal grupo com poucos conhecimentos do assunto. Mas embora eu não ache piada quando as pessoas pensam que Portugal fica em Espanha, dizer-lhes para não falarem de países que não são o deles não me parece uma opção saudável para ninguém; a melhor maneira de corrigir alguém neste caso é dizendo que estão errados, e ensinando uma ou duas coisas sobre a nossa cultura para que fiquem a saber. E sim, eu considero isto partilha cultural. Parece assim tão perigoso? A vossa cultura vai ser sempre vossa porque ninguém a consegue obter por praticá-la; é hereditária. Eu posso tentar o máximo que quiser ser asiática mas nunca vou conseguir, mesmo que coma comida asiática para o resto da vida.
Eu não acredito em apropriação cultural porque leva a opressão. Será que os brancos roubaram mesmo a música dos negros? Se alguém realmente roubou a canção de outra pessoa, então é um problema de direitos de autor e sim, é roubo. Mas será que uma designer americana pratica apropriação cultural por se inspirar em tecidos e pinturas orientais? Não, a menos que copie exatamente a mesma pintura. E nesse caso volta a não ser um roubo de cultura, mas sim do trabalho de um indivíduo. Usar influências para criar algo novo não é roubo ou apropriação cultural; é inevitável.
Procurar inspiração nos mais variados tesouros culturais mostra apenas o quanto eu admiro e respeito a diversidade. Eu adoro comida brasileira e muitas das minhas músicas favoritas são de cantores afro-americanos, e é tão giro quando alguém menciona coisas tradicionais portuguesas e diz o quão gosta delas! Não consigo compreender como é que alguém vê isto como apropriação, quando na realidade é apenas uma consequência de um monte de culturas diferentes a partilharem os seus melhores elementos.
Suponho que seja importante mencionar que não estou a escrever contra uma cultura ou contra minorias étnicas; simplesmente discordo de pessoas que falam de apropriação cultural como algo legítimo e acontece que a maioria dessas pessoas fazem parte desses mesmos grupos.
Gostava que fôssemos todos mais cuidadosos com este ambiente opressivo que tem vindo a ser criado, mas nos dias que correm a prioridade é criar novos problemas sobre os quais possamos discutir. As pessoas estão incapazes de apreciar o luxo que é ter tantas culturas diferentes a viverem em paz e a partilharem coisas boas, ou pelo menos de se preocuparem com aquelas que de facto são incapazes de nos respeitar e que são verdadeiramente perigosas. Ninguém tem culpa do que os seus antepassados fizeram e ninguém tem definitivamente culpa do seu interesse em culturas diferentes, mas se tivesse, o assunto não seria resolvido com mais opressão e mais ódio. O respeito é conquistado com respeito em troca, mas infelizmente parece ser uma coisa cada vez mais e mais rara.

112 comments:

  1. Ainda ontem li sobre isso e a explicação de quem se queixa foi muito simples.
    Enquanto, na moda, as modelos brancas são aplaudidas e dizem que estão lindas por causa das tranças ou seja o que for, no caso que eu li, uma rapariga negra era constantemente reprimida por causa do seu cabelo natural e estavam sempre a sugerir-lhe alisamentos.
    É com isso que se revoltam, que aspectos próprios da sua cultura sejam recriminados quando usados por eles, mas louvados quando usados por outros.

    Tendo em conta a definição que apresentaste, há exemplos que deste que não fazem sentido, porque nunca houve opressão contra esse conjunto de pessoas (p.e., "Mas se o contrário acontece e alguém pinta o cabelo de loiro, faz descoloração da pele, dança ballet clássico ou come macarons chama-se orgulho, evolução e o século XXI.")

    Também não percebia, até me informar sobre o motivo e ouvir o lado de quem se revolta, que não me pareceu descabido.
    Concordo que a partilha cultural é uma maravilha, mas que não haja a hipocrisia de louvar quem se "apropria" e dificultar a vida das pessoas que têm orgulho na sua própria cultura.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Acho que temos que começar a admitir que nem tudo o que acontece às minorias étnicas acontece porque são minorias étnicas; nem tudo é racismo ou opressão. Este exemplo do cabelo não é válido porque o cabelo natural de alguém nem sequer é um elemento cultural, é étnico e inevitável.
      Mas se quiseres chamar apropriação cultural ao facto de alguém usar elementos de outra cultura e ser louvado por isso, vais ter que acusar toda a gente de o fazer. As modelos brancas com tranças (que de novo, nem pertencem à black culture) e as negras que usam perucas a imitar o nosso cabelo e são louvadas por isso. Quanto à rapariga reprimida pelo cabelo, se não consegue viver com o facto de lhe recomendarem um cabelo diferente sem lhe chamar opressão, a esse ponto a culpa pelo sofrimento deixa de ser de toda a gente menos dela. Porque há muita gente a lidar com esse tipo de coisas com frequência, e é escusado chamar a isso opressão só porque neste caso aconteceu com uma minoria étnica. Eu uso os elementos deles e eles usam os meus e é assim que funciona. Ninguém se pode queixar de opressão sem antes desistir de tudo aquilo que usa que não foi criado pela sua própria cultura.

      A definição que apresentei é uma com a qual não concordo, naturalmente, e aqui está a minha abordagem a criticar essa parte da definição:
      "Mas é agora que as coisas começam a ficar mais complicadas, nesta história da apropriação cultural: quando alguém é acusado disso, é sempre uma pessoa branca que tirou coisas de uma minoria. Mas se o contrário acontece e alguém pinta o cabelo de loiro, faz descoloração da pele, dança ballet clássico ou come macarons chama-se orgulho, evolução e o século XXI."

      Não pode existir hipocrisia por parte de quem se apropria porque a apropriação vem de todos os lados, thats my point. Acho que o racismo quando existe é uma coisa grave e que deve ser corrigida. Mas estar a acusar tudo e mais alguma coisa de racismo e apropriação cultural acaba por ter o efeito contrário, porque retrata situações completamente banais e que nada têm a ver com o assunto como uma gravidade cultural que dá a entender a pessoas de minorias étnicas que o mundo ou as outras raças estão contra elas, quando não é esse o caso! Se formos arranjar problemas onde eles não existem, os verdadeiros problemas nunca serão resolvidos. E é isso que acho que acontece no caso do tal cabelo da rapariga.

      Delete
    2. "Verdadeiros problemas", no teu ponto de vista. Porque isto de comentar quando se está de fora, sem tentar perceber quem ainda sofre do que nós nunca sofremos, é sempre muito fácil. Eu concordo com a definição, não concordo com o teu ponto de vista. Teremos de nos ficar pelo concordar em discordar. Apenas tinha de deixar a minha opinião.

      E não deve haver frase, neste comentário, que não me provoque comichão, sinceramente. Mas tenho de pedir perdão às pessoas que defendo, por não ter o dom da palavra, de maneira a poder argumentar contra cada uma delas.

      Delete
    3. Anonymous9/04/2016

      Marta, duas coisas. Penso que talvez devas considerar a possibilidade de não estares numa posição em que consigas entender problemas de minorias (ou mesmo entender que a coisa x é um problema) - nós habituamo-nos ao nosso privilégio, que nos impede de ver muita coisa.

      Em segundo lugar, uma analogia: se eu for ao teu armário e usar um dos teus vestidos, posso argumentar que isto não é apropriação da minha parte, é partilha?

      (Peço desculpa se o meu comentário soa algo acusatório, não é isso que pretendo; acho só que estes são assuntos delicados, em que frequentemente não conseguimos ver todos os dados - sobretudo porque, enfim, somos pelo menos white privileged...)

      Delete
    4. Vou tentar explicar-me da melhor maneira.
      Se falarmos dos problemas das minorias que existem porque são minorias, não, eu não sou capaz de entender porque não faço parte desses grupos. Mas não olhes para a minha foto por uns minutos e tenta imaginar que foi uma rapariga negra a escrever este post, porque a minha opinião não tem nada a ver com a minha raça. E às vezes o problema em aceitar a minha teoria pode ser porque veio de alguém branco.

      Uma amiga minha que é negra leu este post e concordou com aquilo que eu estava a tentar explicar: imagina, tu tens problemas que têm a ver com a tua vida, com a pessoa que és, com sei lá, acasos e circunstâncias e do outro lado tens os problemas relacionados com raça. Se tu quiseres dizer que eu só tenho o primeiro grupo de problemas porque sou branca e alguém de minorias étnicas é muito mais inclinado para ter os dois grupos, eu consigo aceitar isso. Mas há sempre os dois grupos; nem todos os problemas de alguém negro, ou asiático ou wtv SÃO uma questão de raça.
      O problema do cabelo, de mandarem esticar o cabelo, é um problema do primeiro grupo, de circunstância. Que eu posso ter, se gozarem comigo porque sou muito branca. Ou porque tenho os lábios demasiado finos ou não tenho rabo. Não significa que seja opressão ou racismo; pode ser bullying, pode ser só um comentário ranhoso, mas não tem a ver com raça.
      E se alguém está a ser oprimido por usar tranças ou o seu cabelo natural, a solução não está em "proibir" pessoas de outras raças de o usarem; está em reclamar o direito de o usar, independentemente do que fazem as outras pessoas.

      Quanto ao exemplo do vestido, como eu mencionei esta apropriação cultural não tem nada a ver com roubo. Se eu quiser usar padrão tribal eu não vou roubar o vestido a uma rapariga, vou comprar um ou fazer o meu. Há vestidos para toda a gente. Como eu disse no meu post, a questão é que ninguém perde a sua cultura por outras pessoas utilizarem certos elementos, porque ninguém tem o poder de ta roubar. A cultura em que nasceste é tua para sempre e a cultura cujos elementos utilizas nunca será tua, por muito que tentes.
      Mas deixa-me fazer-te uma pergunta: a bisavó da minha bisavó era negra mas eu sou branca. Posso usar elementos da black culture, ou só poderia usar se a minha bisavó fosse negra? Ou a minha avó? Porque estás a ver, se falarmos de bisavós de bisavós, então muita gente branca pode usar elementos da black culture porque certamente que teremos antepassados de cor.

      Um dos maiores argumentos das pessoas que se queixam de cultural appropriation é que o problema é a troca não ser mútua, mas acho que ninguém pode concordar com isso. Dei muitos exemplos no meu texto de como é mútua e vem de todos os lados. Se quiséssemos conscientemente acabar com a partilha cultural, muita gente tinha que deixar de usar telemóveis, computadores, jeans, havaianas, comer pizza e por aí fora. E não me parece que alguém que defenda a apropriação cultural queira isso, ou fosse fazê-lo. Acho que seria mesmo muito difícil se tentasse porque estas coisas estão em todo o lado.

      Delete
    5. Por isso sim, eu falei ali de "verdadeiros problemas" porque acredito que toda a gente tenha maiores problemas que esta cultural appropriation que sempre existiu, e sempre vai existir porque ninguém o pode evitar. Acabam-se as importações, deixamos de visitar outros países e levamos todos os emigrantes para os países onde nasceram. Eu deixo de poder falar com a minha amiga, porque às vezes vou almoçar a casa dela e como comida feita por pessoas negras.

      Uma rapariga ali em cima falou do facto do país dela se sentir ofendido porque os ocidentais usam estátuas de budas como decoração e eu consigo compreender isso como desrespeito da religião mas tal como também disse no meu post, isso não é appropriation, é uma representação errada. É falta de educação da parte de pessoas que não sabem muito sobre a religião budista, e que se soubessem não teriam os budas em casa assim como não têm o alcorão, ou um crucifixo. Mas para estas coisas serem corrigidas não é com opressão; é com troca de informação.

      O meu "privilégio" não fala por mim, eu simplesmente construo elementos baseados em lógica. Por muito harsh que isto possa parecer, não me considero uma pessoa racista e tenho todo o respeito pelas outras pessoas e pelas outras culturas. Eu não posso ter medo de soar insensível só porque falo de assuntos relacionados com raça, e não é por eu não ter certos problemas que sou incapaz de olhar para eles e admitir que existem. Mas acho que este assunto em específico é uma discussão que nunca terá nem fim, nem solução.

      Delete
  2. I think that you raised some very interesting points. It is so easy to generalize and I always wonder how much better we could all get along if we were more informed and thoughtful with our comments.

    Hugs,
    www.fashionlingual.com

    ReplyDelete
  3. Love this post, totally Agree:) Kisses
    Newpost:http://openklosetfashion.blogspot.pt/2016/09/tinysand925-sterling-silver-charm.html#disqus_thread
    Instagram:@openklosetbykarina
    Snapchat:OpenKloset

    ReplyDelete
  4. Such an interesting post, thanks for sharing!
    Kisses, Paola.

    Expressyourself

    My Facebook

    My Instagram

    ReplyDelete
  5. This is a very thought-provoking post. I see both sides on that whole Mango thing. I think my major beef with that is that it was called Tribal Collection and yet picked Kendall...hmmmm...I do agree there is a lot more serious things we should really be more concerned of.

    ReplyDelete
  6. I agree with you Kendall should not be bashed just because she was picked.

    <3 | X ALY | Aly In Wanderland | Latest: Bomber Jackets and Watermelons

    ReplyDelete
  7. I think that people from different cultural circle should be proud that others are inspire of their art.I do not see absolutely nothing wrong in this. I think some people are not open minded enough to undersatnd this and they are making trouble.

    ReplyDelete
  8. My country is very against those who use the Buddha head as a home decor such as what they sold in western. I kinda understand what you wrote here

    http://www.thequinoxfashion.com/

    ReplyDelete
  9. I couldn't agree more with you. I think Mango didn't do anything wrong. They didn't steal anything, they are referring to African prints and I see it like an honour of this culture. I love to find an inspiration in other cultures too and I even come from the family of two totally different cultures. What we need is respect and admire each other. Stealing is bad, honest referring to something is wonderful!

    Daniela
    http://www.smellofjasmine.com/

    ReplyDelete
  10. obrigada pelo comentário <3
    adorei ler este post e sou exatamente da mesma opinião! :D

    www.pinkie-love-forever.blogspot.com

    ReplyDelete
  11. Thanks for shearing I love this pics so so much

    ReplyDelete
  12. I think that beauty on this earth is because of the diversity of its inhabitants
    What matters most is to listening others and respecting their views even without being agree on them

    ReplyDelete
  13. Adorei, já estou a seguir o teu blog!
    www.thewhiteeyebrow.com

    ReplyDelete
  14. Such an interesting topic, thank you for sharing your views! I agree that we have so many cultures sharing so many different and good things, and Mango was therefore honouring a culture through its use of African prints. Great read dear, thank you!

    Faye .x

    http://www.fayeisabella.co.uk/2016/09/flare.html

    ReplyDelete
  15. perfect!

    NEW BLOG ! please follow me : YOUNG BLOG

    ReplyDelete
  16. Partilho a mesma opinião que tu. Pegando no exemplo do projeto da Mango, acho que a marca não cometeu um ato de apropriação cultural, apenas se inspirou numa cultura muito interessante para criar uma coleção. Não acho que isso seja roubar elementos dessa cultura.
    Tal como tu dizes, vivemos numa aldeia global e, como tal, a partilha de culturas é quase inevitável. Mas isso não quer dizer que essas culturas percam a sua identidade e tradição, muito pelo contrário, ficamos a conhecer mais sobre essas culturas e a respeitá-las ainda mais. Não há necessidade das pessoas dessas culturas se sentirem ameaçadas, deviam sentir-se felizes por as pessoas falarem nelas.
    Adorei o post :).
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ReplyDelete
  17. I think it's getting more and more wrong, because right now people care about rights of other groups like LGBT, black lives and all that stuff, but I don't see that any of this group want equality. I understand that everone wants to feel safe and important, but then what about other groups? Why we can't fight for everyone instead of fighting for groups. I think it's amazing that brands want to inspire their collections from different cultures - it helps to keep people interested in meeting different cultures and traditions, but all that "bullshit" about it like "why this person is in this campagin not other" is a little bit f*cked up, because they don't do anything to brand but to a person who takes part and who just have to do her/his job.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Imagine your a photographer and someone uses your pictures without sourcing it back to you and pretending they created that art.. or someone makes fun of your work but then copies it and gives you no credit. It's not about one group being more important than an other, the world has diversity and that what makes it beautiful. we are not one group but multiple groups that together, make one world and creates the richness of the world. People are not fighting for groups but for the recognition of their culture. if a brand wants to keep people interested by showing different cultures they have to recognize that they did not create that culture and that it belongs to people already. Imagine someone trying to keep things interesting on their blog by copying the content of you blog and not giving you any credit am sure that would bother you.

      Delete
  18. I don't think anyone should be bashed if they are chosen for a fashion editorial or to represent a fashion line. I don't, however, feel that Kendall was the right choice for this campaign.

    xx

    ReplyDelete
  19. Hello dear, great post, so inspiring!
    Would you like to follow each other on GFC? Please let me know, it would be my pleasure!
    Hugs,
    LIANA LAURIE

    ReplyDelete
  20. Concordo também, afinal, o que eles chamam de apropriação cultural na minha visão é apenas uma forma de inspiração.
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ReplyDelete
  21. I found this post really interesting, I think you make some fantastic points and I definitely think 'cultural sharing' is a much better term!

    Musings & More

    ReplyDelete
  22. This is really interesting. I personally don't find it offensive and what is wrong with getting some inspiration from each other. Braids belong to all and actually look great on all. I think what Mango did actually sheds some light on Africa and brings more limelight to it. I may be wrong but that's just me. Happy Sunday girl.

    http://fashionablyidu.com/

    ReplyDelete
  23. Very intersting post. I studies African Studies so the topic is not new to me either, yet it is still very intersting and definetly worth thinking about. No matter if one agrees or not.
    Sending much love!
    Xx
    Rosa Larissa Klara
    conscious lifestyle of mine

    ReplyDelete
  24. Great post!

    http://carinazz.blogspot.com.ee/

    ReplyDelete
  25. Thanks for sharing babe. Also love these photos!
    xoKiara
    Tobruckave Blog

    ReplyDelete
  26. Realmente não percebi onde estava o problema, não podia concordar mais contigo! ❤

    ReplyDelete
  27. Nice post

    http://www.blackdressinspiration.com

    ReplyDelete
  28. Interesting post. Thanks so much for your visit and comment.

    http://www.toksblog.com/

    ReplyDelete
  29. Adorei o post, não me canso de os ler, super interessantes!! :)
    Já sigo o blog e adoro!! :)
    Beijinhos

    www.daysstyle.blogspot.pt

    ReplyDelete
  30. Very interesting topic! I think now all cultures are so closely intertwined that already no one knows who first invented anything
    Blog ♡Reckless diary by Anya Dryagina♡
    My ♡Instagram♡

    ReplyDelete
  31. wow damn great pics
    http://carrieslifestyle.com

    ReplyDelete
  32. Mil obrigados, Marta :D

    Não fazia ideia dessa apropriação da Mango, mas, de facto, acho que não poderia estar mais de acordo contigo!

    NEW FASHION POST | Trend Alert: Madame In Velvet.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ReplyDelete
  33. Acho que tenho vivido debaixo duma pedra, porque nunca tinha ouvido falar em tal coisa e sinceramente, fiquei parva :o
    Como assim? Não faz o menor sentido na minha cabeça!

    MY KIND OF JOY

    ReplyDelete
  34. Tus post siempre son muy interesantes y la verdad no conocía mucho sobre este tema.
    http://elsecretodemistercloset.com

    ReplyDelete
  35. SUCH BEAUTIFUL PHOTOS! TOO BAD I CAN'T UNDERSTAND WHAT YOU SAID THOUGH :(

    www.kynagem.com

    ReplyDelete
  36. Não estou a par destes temas mas temos assunto "que dá pano para mangas"! Creio que muitas vezes o exagero é usado!
    beijinhos
    Coco and Jeans by Marisa

    ReplyDelete
  37. great post!

    NEW BLOG ! please follow me : YOUNG BLOG

    ReplyDelete
  38. lovely post :)

    NEW BLOG ! please follow me : YOUNG BLOG

    ReplyDelete
  39. Really interesting post, you raised some good facts there!

    xx

    Claire from Dresscape
    www.dresscape.com

    ReplyDelete
  40. Such a lovely post! Thanks for sharing.

    ** Join Love, Beauty Bloggers on facebook. A place for beauty and fashion bloggers from all over the world to promote their latest posts!


    BEAUTYEDITER.COM
    INSTAGRAM @BEAUTYEDITER

    ReplyDelete
  41. Concordo!
    beijinhos
    https://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  42. You made such great points! Loved the photography as well! x

    Have a nice week ahead,
    Andreea
    http://couturezilla.com/

    ReplyDelete
  43. Obrigada pelo comentário <3
    Não fazia ideia do "problema" todo associado à nova campanha da Mango. Mas concordo imenso contigo! A meu ver, não pode ser visto como apropriação cultural, é apenas uma inspiração. Aliás, a campanha até é uma forma de elogiar e honrar a cultura africana e os seus padrões, cores, etc. Lá porque a modelo escolhida é branca, não quer dizer nada. Não podemos simplesmente usar o que nos apetece, partilhar informações e tradições e viver em harmonia? Será que é assim tão difícil??

    Beijinhos, xx
    My Little Corner

    ReplyDelete
  44. Obrigada pelo comentário!
    Adorei o post! Não fazia a ideia deste "problema"!

    Beijinhos
    That Girl

    ReplyDelete
  45. Such an interesting post!
    xo.
    www.itswhatsin.com

    ReplyDelete
  46. I loved readinng this well written post and I agree with you a 100 perecnt Marta! Kuddos to you <3

    Enjoy a great new week,

    xx Tamara Chloé

    www.TcStyleClues.com

    ReplyDelete
  47. As imagens são lindas ♥
    Beijinho*
    http://www.style2beauty.com/

    ReplyDelete
  48. Tanta coisa para dizer e eu não sou muito boa a argumentar e a falar destes temas!
    Não vejo problema em inspirar-mo-nos em algo para criarmos algo diferente, até porque toda a gente se inspira em algo, a ideia simplesmente não cai do céu..

    http://mundodablue.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  49. I fully agree with you. We should embrace the fact that we can learn and share about different cultures instead of putting barriers to it.
    LUXESSED

    ReplyDelete
  50. Concordo contigo, não percebo porque levaram a mal temos inspirações por vezes das coisas mais bizarras e depois saem coisas tão maravilhosas
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ReplyDelete
  51. Totally agree! A great post! xxx

    www.naomella.com

    ReplyDelete
  52. Thanks for the awareness on cultural appropriation. I actually did not have a lot of knowledge about it before. I think it can challenging to not be influenced by cultures in fashion because a lot of what we wear can be influenced by certain traditional wardrobe and apparel. I know China has had a heavy influence on some very haute couture designs. I recently visited the "China Through the Looking Glass" exhibit at the met which showcased all Chinese-inspired clothing made by big designers as well as some well-known Chinese designers as well. It was beautiful

    xoxo Rina
    http://www.andshedressed.com

    ReplyDelete
  53. Concordo imenso contigo. Vi essa mesma situação com imensas raparigas no youtube com trancinhas, tal como referiste, que é um exagero total!
    beijinhos, The Fancy Cats | Giveaway

    ReplyDelete
  54. Such amazing photos, have a great day! xo, Sophia from http://www.sistersandglitters.com

    ReplyDelete
  55. I agree with you, interesting post
    www.alessandrastyle.com

    ReplyDelete
  56. You always have such thought provoking posts, love it, keep it up :) xx

    www.fashionjazz.co.za

    ReplyDelete
  57. I think what you are saying is true-people just mix cultural appropriation with being influenced by different cultures. And right now, when the whole world is globalized, it is hard to say that someone was not influenced by different cultures. I really like your smart articles and style of writing. Thank you for sharing and making me think!
    Hugs,
    Miri

    http://currentlywearing.com

    ReplyDelete
  58. Concordo plenamente contigo! Esta "troca" de elementos culturais devia ser vista como algo positivo, e não o contrário.
    Kiss, Mariana Dezolt
    Messy Hair, Don’t Care

    ReplyDelete
  59. Wow, I'm really impressed by these adorable pictures!
    xx from Bavaria/Germany, Rena
    www.dressedwithsoul.com

    ReplyDelete
  60. Adorei completamente o post e identifico-me imenso com a tua visão das coisas!
    Não podia deixar de te seguir. Beijinhos e continua sempre a mostrar a tua opinião com tanto afinco :)

    www.kiza.pt

    ReplyDelete
  61. Um post bastante interessante. Parabéns!

    xx, Edna
    Mercury Rose

    ReplyDelete
  62. Esse assunto é bem interessante e confesso que ainda não tenho um posicionamento. Acho difícil lidar com uma realidade que não me pertence.

    Beijos ♥

    Jéssica || Fashion Jacket
    www.fashionjacket.com.br

    ReplyDelete
  63. This is a very interesting post. I mean, I can understand why people would call inappropriate the use of religious items in fashion but for patterns and prints? I still find it hard to understand why people would call it inappropriate. I am all for respecting cultures and traditions but I think sometimes people are making mountains out of a molehill. What shouldn't be an issue becomes an issue. I could be wrong but I just don't understand.

    Jenn
    The Pink Lemonade Girl
    YouTube
    Bloglovin

    ReplyDelete
  64. What a great post. I believe in a lot of the things you say about how "cultural appropriation". I don't know what is going on with our world but it feels like instead of coming together it's falling apart. Everyone is blaming each other for the smallest things. Like on youtube many months back, Michelle Phan did a video on....I can't remember if it was indian or native american inspired beauty and fashion. She even made a disclaimer and answered peoples questions and concerns in the comments on how it was just inspired and that she wanted to show how beautiful it was. Of course it created so much controversy and people were so upset with her. Since I'm also not of the minority but born in north america I can appreciate different cultures and the things in them that others find inspiration in them. Anyways before this gets any longer, lovely post! Hahah

    Stacey + thebambieyes.com

    ReplyDelete
  65. This is such a great article, girlie, you've brought forth some really valid points. To share my opinion, I can understand both sides of the coin. Having grown up in New York, I've been greatly influenced by so many cultures that make NYC the great "melting pot" it is. I'm also mixed with an array of ethnicities, some are noticeable in my features, while most aren't. I point that out because often times when I read arguments that take place in the comment's section on YouTube videos (I know exactly which YouTuber you're talking about) I often wonder, how in the world do you not know if she's part African American or of the culture you state they're appropriating? Ethnicities aren't as obvious, as many don't think I look Irish or Lithuanian, yet my great grandmother and grandmother were born and raised in those countries. It's a reflection of pure ignorance. I'm also Jewish and have had the response, you don't look Jewish. Which is another ignorant statement because we've been everywhere, there are Ethiopian & Jamaican Jews for crying out loud! In fashion, I think it's great that we see designers and labels reflecting their inspiration from various cultures in their collections, it's awesome and beautiful! On the other hand, I can see where some frustration lies and I think the stir came about with the MANGO collection mostly because it featured Kendall in the campaign and the Kardashian/Jenner clan in recent years have started to adapt a style that's more urban (which of course is okay) BUT what I think people are upset is that the urban style is now trending as a result of them or instead of referring to the braids that were trending as corn rows, they're called the Kardashian braids. It would be the same as if Kim were to wear a kimono and instead of calling it a kimono, it was all of a sudden called the Kim robe. I think that's what people have the issue with and I don't think it's necessarily the Kardashian/Jenners to be blamed, it's the media and their job is stir up controversy and it has worked. Anyway, such a great article, beauty, very interesting and relevant topic to discuss. Thanks for sharing and I hope your'e having a great week so far!

    XO,

    Jalisa
    www.thestylecontour.com

    ReplyDelete
  66. Such an interesting article! Thanks for sharing
    Julia x
    http://www.thevelvetrunway.com

    ReplyDelete
  67. I'm completely with you - I think if anything, it's cultural appreciation that Mango are demonstrating, just like many other brands that have come into the firing line for all the wrong reasons. Personally, in the case of Mango, it's opened my eyes to a new style of dressing/heritage, which surely can only be a good thing?! As always, a very interesting and thought-provoking post :)

    aglassofice.com
    x

    ReplyDelete
  68. awesome post! i hope you're having a lovely day :)

    mfashionfreak♥blog

    ReplyDelete
  69. Amazing inspo! thanks for sharing

    http://thedaydreamings.blogspot.com

    ReplyDelete
  70. There were some very interesting points raised here, I really found this an interesting read

    Rosy | Sparkles of Light Blog

    ReplyDelete
  71. This is one of the best blog posts out there that I have read. Honestly I agree with everything and when it comes to fashion I feel like it is okay for designers to get inspired by ceratin cultures because in that way we are exploring different styles and possibly learning new things instead of neglecting everything else that is different to our everyday lives.

    https://nikoleannj.blogspot.co.uk/

    ReplyDelete
  72. Adorei a publicação e não podia concordar mais com a tua opinião :)

    Beijinhos

    ReplyDelete
  73. Very powerful post.

    xoxo
    www.qingsstyle.com

    ReplyDelete
  74. Interesting post :)


    Thank you for your lovely comment on my earlier post :D

    Maybe you have time to check out my new post Five years of Love

    Follow me on Google Plus

    Love
    Akanksha

    ReplyDelete
  75. OI!
    Adoro blogs que nem o seu, que passa cultura tb!
    Bjs
    http://momentosdemodaebeleza.blogspot.com.br

    ReplyDelete
  76. Interesting post and topic!
    The images are great too! :)


    XX,

    www.ChristinaKey.com

    ReplyDelete
  77. What a great article! I totally agree with you, unfortunately there will always be people who are "looking for" what they think are "mistakes" from other people in what they do, what they think, who they are...

    ReplyDelete
  78. First time I'm hearing of this. Thanks for this interesting post. I'm now well informed. Naomi Campbell is British - it's also not important. Wouldn't it be nice if we had peace in the world! Let's eat Chinese food, wear African print and braid our hair whatever colour or race.

    ReplyDelete
  79. mango did such a great job of showing something so beautiful to people who might have never seen it otherwise!! how things can be mistaken!
    http://www.thestyletune.com

    ReplyDelete
  80. It's a really interesting post.
    Thanks your comment under my post.
    xoxo, Shiki
    [Beauty and Destroy]

    ReplyDelete
  81. the styling is perfection. I don't really believe what ppl think, and don't take things to heart too. But still feel you.
    New post on my blog . Do drop by soon <3
    ✿thefashionflite

    ReplyDelete
  82. To be honest, I never really was aware of the problem until said campaign, which was the first time that I started making up my mind about this topic. You raised some interesting points that I agree with. The problem is, I think, that if you as someone from Portugal, is making this point, you will be accused as someone "privileged" that does not know what it is all about. Which is a great way to silence anyone that has a different opinion, sadly.

    Linda, Libra, Loca: Beauty, Baby and Backpacking

    ReplyDelete
  83. Totally agree with what you say! Loved this post

    Marta
    www.martamademoiselle.com

    ReplyDelete
  84. What an amazing, interesting post Marta! I learned something new and really important by reading this today! I am really sick of people trying to find excuses to point their finger on someone!
    "But this is where things get tricky: what people call "cultural appropriation" only happens when white people take cultural influences from minority groups. If the reverse happens and someone dyes their hair blonde, bleaches their skin, dances classical ballet or eats macaroons, it's called pride and evolution and the 21st century."
    Can't agree more!! I am shocked on how this blogger got these awful comments for braiding her hair!
    Thank you so much for sharing and have a great day my dear
    xx
    Stella
    www.stellaasteria.com

    ReplyDelete
  85. Finally I came back from the summer holidays!
    So cool
    Have a nice evening!
    Dili
    Nuovo post: http://www.milanotime.net/tips-to-pamper-your-skin-this-wedding-season-and-to-relax-playing-online-bingo-games/

    ReplyDelete
  86. I couldn't agree more! I don't like the term "cultural appropriation" and I don't like how people get angry at others for "doing it". Cultures have inspired each other and borrowed each other for thousands of years. Surely a white girl can wear some African prints and an Asian girl can braid her hair without getting attacked?

    Bella Pummarola

    ReplyDelete
  87. Really lovely posted
    Kiss by
    https://maysesmodamour.blogspot.it/2016/09/black-dress.html?m=1

    ReplyDelete
  88. Hello there! Lovely blog!
    Would you like to follow eachother on GFC, let's keep in touch & support eachother in this blogger community :-)
    Have a nice weekend!
    Sonia Verardo
    http://www.trenchcollection.com/

    ReplyDelete
  89. Oh very interesting post!
    xx

    www.sakuranko.com

    ReplyDelete
  90. Lovely post, dear!

    xx
    Aida
    http://espritdemode.blogspot.co.uk/

    ReplyDelete
  91. Very interesting post :)

    ReplyDelete
  92. I love this originally post...kisses for you
    New post ❤

    ReplyDelete
  93. perfect!
    NEW BLOG ! please follow me : YOUNG BLOG

    ReplyDelete
  94. Gostei, e te entendo ><
    http://geoaraujoand.blogspot.com.br/

    ReplyDelete